Gestão 2018-2021: consolidação do Ibrahort

O presidente do exercício 2018-2021, Stefan Coppelmans, destacou o êxito de quatro pilares da gestão 2018-2021: ter um corpo executivo à disposição do instituto de forma integral, fortalecimento como entidade representativa dos produtores de hortaliças, sustentabilidade financeira e aumento do número de produtores associados, pontos que foram consolidados resultando na credibilidade do Ibrahort junto às principais instâncias de representação.

Também salientou a formação de comissões por cultura para agregar maior representação e congregar demandas específicas, bem como a estruturação e consolidação da Comissão Nacional do Tomate de Mesa. Em paralelo citou alguns dos inúmeros trabalhos para atender as dores do produtor, como o Minor Crops, garantindo a representatividade das demandas para registo de produtos para Culturas de Suporte Fitossanitário Insuficiente junto ao Mapa, Anvisa, Ibama e Indústria; bem como trabalho que garantiu a isenção de ICMS para os minimamente processados e por último a questão do ICMS no Estado de SP.

Diretoria 2018-2021

Diretor Presidente: Stefan Coppelmans (La Vita/Aphortesp)

Diretor Vice-Presidente: Eduardo Sekita (Sekita Agronegócios)

Diretor Tesoureiro: Márcio Hasegawa (Grupo Hasegawa)

Diretor Secretário: Paulo Schincariol (NHS Máquinas)

Diretor Suplente: Hugo Shimada (Shimada Agronegócios)

Conselho Fiscal José Ribeiro (Abasmig), Juliana Geseíra (Sindicato Rural de Mogi das Cruzes), Maurício Takagaki (Takagaki Hortaliças), Márcio Milan (Abras), César Lima (Caisp).

Conselho Deliberativo: Warley Nascimento (Embrapa), Newton Araújo Jr (Conab) e Alessandra Benatti (Ceagesp).

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp